top of page

curso livre 2022 NO INSTITUTO DASEIN DE PSICOLOGIA HERMENÊUTICA, FENOMENOLOGIA EXISTENCIAL E FILOSOFIA

Sofrimento e Clínica

o olhar de Alice Holzhey-Kunz

para a existência humana

1º Semestre de 2023
Segundas-feiras das 14h às 15h40
Início das aulas 13/03/2023

Prof. Dr. André Sendra de Assis

Pensar o sofrimento humano de uma maneira diversa do discurso técnico-cientificista é uma tarefa árdua para a qual sempre se colocou a serviço toda a tradição da Psicologia, Psiquiatria e Psicopatologia fundamentada nos pensamentos fenomenológico, hermenêutico e existencial. Por mais que possamos considerar alguns avanços nesse sentido, muitas vezes as propostas colocadas se mostraram de algum modo comprometidas com o discurso médico que interpreta o sofrimento “mental” como “doença” e, portanto, como um desvio negativo da “saúde”.

Alice Holzhey-Kunz – uma daseinsanalista suíça que foi aluna e supervisionanda de Medard Boss nos anos 70, com quem rompeu posteriormente por divergências teóricas – buscou superar esse impasse desenvolvendo, ao longo de mais de 30 anos, uma perspectiva clara e coesa no interior da Daseinsanálise que tem um caráter inovador. Para ela é necessário retornar à premissa inicial de Sigmund Freud: a suposição de que os sintomas têm um significado que é interpretativamente acessível. A partir dessa posição, a autora defende que é necessário ao daseinsanalista interpretar os comportamentos do paciente, porém, nesse caso, com uma grande diferença em relação à interpretação psicanalítica. A interpretação daseinsanalítica se daria com vistas à condição humana e não em direção ao arcabouço teórico especulativo da psicanálise.

Dessa forma, Alice Holzhey-Kunz visa propor um olhar renovado e livre de uma concepção tecnicista e normativa do sofrimento humano, pois considera que todo o sofrimento cotidiano traz consigo uma relação com a condição humana. Ou seja, o sofrimento “psíquico” é sempre também um sofrer pela condição humana e é justamente a capacidade de ouvir o modo como alguém se relaciona com a sua condição mais fundamental é que caracteriza o modo daseinsanalítico de escuta terapêutica.

O presente curso busca refletir sobre a proposta daseinsanalítica de Alice Holzhey-Kunz, acompanhando o modo como a autora pensa a existência humana a partir das perspectivas de a Søren Kierkegaard, de Martin Heidegger em Ser e Tempo e de Jean-Paul Sartre O Ser e o Nada. Dessa forma é possível propor uma interpretação do sofrimento humano e um trabalho terapêutico com bases claras e bem fundamentadas.

Não há qualquer pré-requisito para a realização do curso.

 

Conteúdo programático:

  • Heidegger e Freud: semelhanças e diferenças

  • Autoilusão existencial e autoilusão sintomática

  • Inclusão pré-ontológica: a condição humana na vida cotidiana

  • O sentido existencial dos sintomas neuróticos e psicóticos

  • Escuta particularmente aguçada: a possibilidade entre os modos próprio e impróprio propostos por Heidegger

  • A existência como uma questão para si

  • Críticas a Medard Boss e Ludwig Binswanger

  • O corpo como tarefa existencial

  • Afetos como modo de acesso à condição humana

  • Escuta terapêutica como escuta filosófica e simpática

  • Manejo clínico daseinsanalítico

  • Possibilidades de enriquecimento em relação ao sofrimento que ameaça

 

Referências bibliográficas:

HOLZHEY-KUNZ, Alice.  Daseinsanálise: o olhar filosófico-existencial sobre o sofrimento psíquico e sua terapia. Rio de Janeiro: Via Verita, 2018.

HOLZHEY-KUNZ, Alice.  Verdade emocional: o conteúdo filosófico das experiências emocionais. Rio de Janeiro: Via Verita, 2021.

HOLZHEY-KUNZ, Alice.  Ensaios sobre o sofrimento humano: a existência entre esquecimento de si e lembrança emocional. Rio de Janeiro: Via Verita, 2022.

 

Duração: 12 aulas de 1h40 cada, totalizando 24 horas/aula.

Modalidade híbrida: presencial + transmissão online ao vivo (Zoom) + gravação

As gravações em vídeo estarão disponíveis para serem assistidas ao longo do semestre, até dia 31 de agosto de 2023.

 

Valores:

Até 4x de R$280,00
 

Descontos:

 

Para mais informações, nos escreva: cursos@institutodasein.org

André Sendra de Assis

Psicólogo e mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Doutor em Psicologia Clínica pela Universidade de São Paulo (USP). Pesquisador do Centro Interdisciplinar de Pesquisas em Comunicação e Cibercultura (CENCIB) vinculado à PUC-SP. Membro fundador do Instituto Dasein de Psicologia Hermenêutico-fenomenológica.

Currículo Lattes 

Andre Perfil.jpeg
bottom of page