curso livre 2022 NO INSTITUTO DASEIN DE PSICOLOGIA HERMENÊUTICA, FENOMENOLOGIA EXISTENCIAL E FILOSOFIA

Fenomenologia das Sabedorias Ancestrais
entre corpos xamânicos, animismo e as Bruxas

1º Semestre de 2022 - Sextas-feiras das 14h às 15h40. Início das aulas 25/03/2022
Prof. Dr. Alexandre Cabral

Por fenomenologia das sabedorias ancestrais, compreendemos a descrição de formas de conhecimento que conjugam saber e experiência vivida e que fazem parte de uma ancestralidade esquecida, porém jamais desaparecida. Essas sabedorias sofreram, de alguma forma, as investidas epistemicidas de muitos saberes ocidentais, sobretudo modernos. Tal epistemocídio aparece até no modo como o exercício tradicional da fenomenologia vem sendo realizado, a saber, como simples aplicação de conceitos considerados verdades supremas, sem que sejam relativizados a partir de seus fenômenos de base. Dessa forma, é possível (em nosso caso, é necessário) redespertar saberes malditos, com a finalidade de fazê-los aparecer em sua potência de fenomenologização de fenômenos historicamente ocultados. Desse modo, a noção de corporeidade ressignificada à luz dos xamanismos, dos animismos e das Bruxas são, em nosso entendimento, uma via de fenomenologização de fenômenos historicamente silenciados. Por outro lado, tal fenomenalidade permite questionar que possibilidades de vida estão em jogo nessas sabedorias ancestrais. Aproximar-nos-emos dos corpos xamânicos com o intuito básico de compreender as possibilidades de o corpo humanos se tornar animal não humano (águia, coruja, tigre etc.), como acontece em diversas práticas xamânicas, o que exige de nós uma clara ampliação das noções fenomenológicas de corpo e de existência. Por outro lado, o animismo aparece como desafio ao caráter antropocêntrico das fenomenologias como um todo. Nele, o ser humano não é o único “existente”, não é o único a ser índice de articulação de campos intencionais, posto que a noção de consciência, existência e até de pessoa sofre uma dilatação ímpar. Por fim, o estudo das Bruxas abre-nos para um corpo-mulher, que integra sagrado feminino, Terra (e não mundo) e ser-mulher. Como mostrou Silvia Federici, as bruxas são um problema para o capitalismo e para o desenvolvimento de toda modernidade. Exatamente esse problema deve ser abordado ao longo do curso. Para exemplificar um modo de ser bruxa no contexto brasileiro, estudaremos algumas Pombagiras de Umbanda e contaremos com a presença de uma delas no último momento do curso. 

 

Duração: 12 aulas de 1h40 cada, totalizando 24 horas/aula.

Acompanhamento remoto - Transmissão online ao vivo das aulas por meio da plataforma Zoom. 

Os vídeos estarão também disponíveis para serem assistidos ao longo do semestre, até dia 31 de agosto de 2022.

 

Valores:

Acompanhamento remoto - Até 4x de R$230,00 (Via Pagseguro)
 

Descontos:

  • Ao se matricular em mais de um curso o aluno recebe 20% de desconto no valor total das inscrições.

  • Alunos do semestre passado recebem 15% de desconto no semestre atual.
    Descontos não cumulativos.

 

Para mais informações, nos escreva: cursos@institutodasein.org

Alexandre Cabral

Licenciado em Filosofia pelo Centro Universitário Bennett, bacharel eclesiástico em Filosofia pelo Seminário São José do Rio de Janeiro, bacharel em Teologia pela Escola Superior de Teologia (EST), licenciado em Teologia pela Universidade Santa Úrsula, mestre em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, doutor em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e doutor em Teologia na PUC-RJ. Professor adjunto do departamento de Filosofia da UERJ e professor de Filosofia do Instituto Federal Colégio Pedro II.

7_edited.jpg