Um outro fim para o Dasein:o conceito de nascimento na ontologia existencial

Róbson Ramos dos Reis

 

O artigo examina a afirmação, feita por Heidegger em Ser e tempo, segundo a qual o nascimento de um existente humano é um outro fim para o Dasein. A afirmação é analisada a partir do conceito de possibilidade existencial. Assim como a morte é interpretada existencialmente, também o nascimento ganha uma análise em termos de possibilidade. Na medida em que a possibilidade existencial é definida pela instauração de ser, e a finitude do ser-para-a-morte qualifica a morte existencial como um fim (porque determina um modo possível de estar lançado em possibilidades), o mesmo pode ser dito do nascimento. Ou seja, o nascimento é um fim, no sentido de que determina a qualificação finita do estar em possibilidades. Natalidade e mortalidade não são apenas características de um ente vivo, mas qualificações superiores da possibilidade existencial.

Leia o artigo na íntegra

 

 Róbson Ramos dos Reis

Doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Prof. Titular no Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Santa Maria. Coeditor científico da Revista Natureza Humana, membro da Sociedade Brasileira de Fenomenologia e da Sociedad Iberoamericana de Estudios Heideggerianos. Autor de Aspectos da Modalidade (2014). Publicou diversos artigos sobre temas da obra de Martin Heidegger. Colaborou na organização das coletâneas Filosofia Hermenêutica (2000), Identidade Pessoal e Reconhecimento (2008) e Verdade como Valor (2006).

Currículo Lattes

Esse espaço é dedicado à divulgação de textos relevantes no âmbito da Psicologia fenomenológica e hermenêutica.

  • André Duarte
  •  
     
     
  • Arthur Tatossian
  •  
     
     
     
  • Cristine Monteiro Mattar
  •  
     
  • Eugène Minkowski
  •  
     
     
  • Edmund Husserl
  •  
     
  • Françoise Dastur
  •  
     
  • Gaston Bachelard
  •  
     
  • Irene Borges-Duarte
  •  
     
     
  • Ludwig Binswanger
  •  
     
     
     
     
     
  • Marco Antonio Casanova
  •  
     
     
     
     
  • Martin Heidegger
  •  
     
     
     
  • Medard Boss
  •  
     
  • Nelson Coelho Junior
  •  
     
  • Roberto Novaes de Sá
  •  
     
     
  • Róbson Ramos dos Reis
  •  
     
     
  • Wilhelm Dilthey
  •  
     
  • Zeljko Loparic
  •